Jorge Marcondes
Sexta, 14 de setembro de 2018, 14:40 h - Atualizado em 14/09, 14:43 h

Escola cervejeira? O que é isso?

Por Jorge Marcondes

Jorge Marcondes:De Bem com a Vida
Autor: Redação
Foto: Divulgação

A curiosidade das pessoas no que se refere ao fantástico mundo da cerveja artesanal cresce a cada dia, daí fazem diversas perguntas sobre as escolas cervejeiras, tais como:

- O que significa exatamente ser ou pertencer a uma das escolas cervejeiras?

- Quantas e quais são as ditas escolas cervejeiras?

- Quais estilos de cervejas pertencem a cada uma das escolas?

- Não são todos, estilos de cerveja?

- Não é tudo cerveja?

 

Portanto, começaremos uma série de cinco textos para tentar esclarecer um pouco mais sobre o assunto, pois é relativamente simples de entender e, o mais importante, não é para classificar ou rotular as cervejas, antes, porém, conhecr e aproveitar o melhor de cada uma destas escolas e seus estilos mais característicos. Então vamos começar estabelecendo alguns fatos históricos, procurando contextualizar a temática.

 

É sabido que arqueólogos encontraram indícios de bebidas fermentadas de grãos em diversas culturas pelo mundo, sendo que os primeiros traços de uma bebida parecida com a nossa cerveja estão ligados aos sumérios, lá pelos idos de 3.900 a.C.

 

Alguns destes arqueólogos chegaram a falar em civilizações pré-chinesas datadas de 6.000 a.C. que já produziam algo parecido com a cerveja. Outros ainda, afirmam que o nome cerveja vem da palavra “Cerevisia”, do idioma celta, e que foi adotado pelos romanos no auge do seu império (100 a.C.)

 

Assim, é possível afirmar que foi na Europa, na transição entre a idade antiga e a idade média, que a cerveja começou a tomar a forma da bebida que conhecemos atualmente. Portanto, a cerveja é realmente uma bebida tipicamente europeia.

 

Feito este preâmbulo, que localizou a efetiva origem da cerveja, agora vamos falar das grandes escolas contemporâneas, sendo que as três clássicas estão localizadas no velho mundo, bem como algumas delas são originárias das ordens monásticas católicas e, desenvolvidas basicamente em mosteiros.

 

Tradicionalmente a literatura atestará que existem somente três grandes escolas cervejeiras, porém, já é possível inferir que pode existir uma quarta, pois uma nova escola já pode estar se desenvolvendo nas últimas décadas.

 

Então, vamos observar as principais características de cada uma dela para que você possa entendê-las melhor. É importante saber que existem sutilezas em cada estilo, que os torna diferentes entre si, e que às vezes revelam à qual escola um estilo pertence.

 

Basicamente podemos dizer que escolas cervejeiras nada mais são do que regiões do mundo nas quais são produzidas cervejas há centenas de anos, seguindo alguns parâmetros característicos, e o que hoje nós entendemos como cerveja, vem principalmente de 3 regiões, a saber: a Alemanha na região da Bavária, incluindo também a República Tcheca na reunião da Bohemia; a Bélgica, englobando também a Holanda e parte da França; e a Inglaterra e as ilhas ao seu redor.

 

Não foi por acaso que essas regiões conquistaram respeito, pois ao longo da história, lá foram desenvolvidas técnicas de produção e tecnologia, bem como surgiram avanços científicos e, também, foram criados muitos dos estilos de cerveja consumidos hoje no mundo inteiro.

 

De uma maneira ampla, o ato de identificar as escolas acontece devido ao fato de que os estilos de cerveja costumavam, antigamente, ser produzidos mais caracteristicamente em uma dada região do mundo, de uma maneira própria. Ainda, cada local também possuía sua própria levedura e, como ela não era manipulada, ficava restrita geograficamente e adquiria características próprias também.

 

Assim, cada região deixou a sua marca na bebida, quer seja por seu terroir ou pelo que inovou. Estes países ainda hoje (2018) são os grandes exemplos de como se produz cerveja, porém, a América do Norte já começa a entrar na vanguarda da produção desta deliciosa bebida.

 

Cada país destes possui uma metodologia própria e uma maneira particular de encarar esta bebida, até mesmo na relação do próprio povo local com a bebida e a comida, fato que não significa hoje, que somente aquela escola produza aquele estilo de cerveja. Hoje, todos os estilos são produzidos em todos os lugares do globo!

 

Cheers!

 

Pesquisado em: <https://www.hominilupulo.com.br/cultura/o-que-sao-as-escolas-cervejeiras/> Acesso em 28/04/18.

 

Pesquisado em: <http://g1.globo.com/especial-publicitario/somos-todos-cervejeiros/noticia/2016/02/conheca-grandes-escolas-cervejeiras-do-mundo.html> Acesso em 28/04/18.

 

 

Pesquisado em: <https://www.beerbier.com.br/blog/historia-da-cerveja-escolas-principais-estilos/> Acesso em 28/04/18.

 

Pesquisado em: <http://www.ocontadordecervejas.com.br/grandes-escolas-cervejeiras/> Acesso em 28/04/18.

 

Pesquisado em: <https://www.papodebar.com/as-escolas-cervejeiras-e-suas-peculiaridades/> Acesso em 28/04/18.



Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia:




Colunista do dia
Cristiano Machado

Cristiano Machado

A vida é bélica


Mhana Karim

Mhana Karim

Laricas da Mhana



Mais Lidas
Espetáculo Cazuza "Daqui Até A Eternidade" em Curitiba

Espetáculo Cazuza "Daqui Até A Eternidade" em Curitiba

O show acontece no próximo dia 27 de setembro, quinta-feira no Teatro Guairinha. Ingressos já à venda.


São José dos Pinhais realiza em outubro a II Mostra Intermunicipal Mulheres na Ciência

São José dos Pinhais realiza em outubro a II Mostra Intermunicipal Mulheres na Ciência

Grande público participou da Mostra de 2017


 Paula Toller em "Como eu quero" em Curitiba

Paula Toller em "Como eu quero" em Curitiba

Um dos principais nomes do pop rock brasileiro dos anos 80, desembarca na cidade na sexta, dia 21 de setembro, com seu show no palco do Guairão


1º Best Buy em Curitiba

1º Best Buy em Curitiba

O evento promovido pela Garage Vinhos contará com uma harmonização completa de vinhos com empanadas e tábua de frios


COMPOSIÇÕES GEOMÉTRICAS DE ROSA ARCOSTA FERREIRA NA MOKITI OKADA

COMPOSIÇÕES GEOMÉTRICAS DE ROSA ARCOSTA FERREIRA NA MOKITI OKADA

Inaugurou na última quarta-feira dia 5 de Setembro a exposição Composições Geométricas da artista e grande incentivadora da arte Rosa Arcosta Ferreira.


Festival da Primavera reuniu mais de 400 alunos

Festival da Primavera reuniu mais de 400 alunos

O evento contou com a participação de mais de 400 alunos das oficinas de musicalização da Usina e prestigiaram as apresentações mais de 600 pessoas.




Mais notícias deste colunista


Veja também outros colunistas



Voltar ao topo©Squarebits Software 2016. (Heroku)